67 98416 2030 - 3383 0002 Rua Rui Barbosa, 3379 - sala 06
Centro - Campo Grande - MS

Construindo sua Felicidade Interna Bruta (F.I.B.)

Por Francisco Teixeira - Psicoterapeuta e Educador Profissional
22/10/2018 · Autoajuda

Sabemos que o índice de felicidade interna surgiu e é fomentado pelo Butão, um pequeno país da Ásia, resultado das políticas públicas, da boa governança, da boa distribuição de renda, da ausência de corrupção, da garantia geral de educação e saúde de qualidade. Principalmente esse índice é fruto das relações sociais de cooperação e paz entre todos.

Para conseguir um nível bom de felicidade interna bruta individual, é necessário descobrir como você pode utilizar seu potencial humano. E como ser humano, sem dúvida você deve saber se comunicar bem. Desenvolva o primeiro nível da comunicação, que é a Comunicação Intrapessoal, ou seja, saiba comunicar-se consigo mesmo, com seu corpo, com seu consciente e com o seu inconsciente.

Comunicar-se bem é alinhar o que você quer dizer, com o momento certo e no contexto certo. Quando temos um bom conteúdo, mas apresentado em momento e contexto pobres, podemos fazer estardalhaço, mas será somente barulho. A comunicação com um contexto e momento ricos, mas pobre em conteúdo torna-se confusa, gerando incongruência entre palavras e comportamento do comunicador. Para que você se comunique eficazmente, é necessária a consistência entre estes elementos essenciais: palavras certas, entonação boa e uso correto do sistema periférico gestual.

Pessoas felizes são aquelas que convencem por sua presença. Isso significa desenvolver e utilizar melhor suas inteligências: emocional, mental, física e espiritual. Pessoas que desenvolvem estas habilidades são vistas como carismáticas, atraentes, magnéticas. Quando estamos emocionalmente confusos, mergulhados em nossos pensamentos passados ou futuros, deixamos de viver “o momento”, observar a comunicação comportamental do outro, e deixamos de intervir energeticamente, não expressando a força da nossa presença.

Quem é feliz normalmente apresenta uma posição firme, que é a capacidade de fazer com que os outros saibam o que defendemos, onde nos colocamos e como respondemos por nós mesmos. Quem bem se posiciona sabe estabelecer limites, e é congruente em palavras e ações.

Pessoas felizes conseguem ter um tempo para si no templo do silêncio e se sentem bem aí. Constroem seu nível de felicidade interna bruta, sem precisar se encher de bens materiais, barulhos, recursos externos. A estratégia da sociedade capitalista e de consumo é tirar você cada vez mais do seu conhecimento interior, jogando-o para fora de si, para que você consuma os bens e serviços que ela lhe propõe e assim você vira refém dela.

Pessoas felizes meditam mais, dançam consigo mesmas, são mais responsáveis e disciplinadas, são livres emocionalmente, vivem mais. A felicidade interna bruta se constrói também quando você atenta para o que tem dentro de si: amor, reconhecimento, gratidão, aceitação, valorização, consideração. Quando você se dá conta e usa com efetividade suas qualidades, talentos, seu coração vibra de felicidade e se torna forte, cheio, puro, e você se aproxima das pessoas com ele aberto, contagiando a todos os que estão ao seu lado. Você se torna autêntico(a), corajoso(a), verdadeiro(a).

Então você desenvolve sua capacidade de dar e receber, como também aumenta o seu sentido de pertença e compromisso com as pessoas e a coletividade, desenvolvendo a cooperação, evitando a dominação. Com felicidade interna bruta você decreta sua independência, porque sabe expressar seu amor, sua excelência, sua sabedoria, dedicar-se ao que traz resultados para você.

Pessoas felizes não estão à cata de julgamentos, nem de encontrar culpados: apenas dizem o que são os fatos. Por isso tornam-se mais autênticas, porque não precisam se esconder, nem ficar preocupadas em desdizer o que disseram, se forem questionadas a respeito. Como estão ocupadas em sua missão, que é expandir seus recursos internos, dons, talentos, propor-se novos desafios, tornam-se mais criativas e realizadoras de seus sonhos. Sem dúvida desenvolvem os grandes valores do ser humano: honestidade, justiça, solidariedade e...a lista é grande!

Na busca e desenvolvimento da felicidade interna bruta, sem dúvida sua percepção aumenta muito e uma vez desenvolvida esta percepção, a intuição acontece mais amiúde, sendo acompanhada do discernimento e de uma visão maior da própria vida e das possibilidades que a vida e o mundo lhe oferecem.As pessoas tornam-se mais felizes porque aprendem a criar mais escolhas, desenvolvendo a habilidade de solucionar seus problemas de formas variadas e sem ser pressionadas por situações limitantes.

Quer ser feliz? Esteja aberto(a) aos resultados. Muitos estão presos aos erros. E os erros são deprimentes. Aliás, nossa sociedade ocidental foca isso: erros. Estando aberto(a) aos resultados você adquire sabedoria, que dá a você a clareza necessária, a objetividade diante das situações, o discernimento quando aparece o conflito e o desapego aos hábitos improdutivos.
A pessoa sábia adquire confiança e não se deixa abalar pela incerteza. A felicidade interna bruta vem de nossa orientação interior e nossa plenitude de alma, construídas na cuidadosa observação de nossas revelações íntimas.

Dicas práticas para desenvolver sua felicidade interna bruta:

1.    Medite pelo menos quinze minutos por dia, no silêncio, para ouvir sua sabedoria.

2.    Crie um momento diário para desenvolver sua intuição.

3.    De vez em quando passe um considerável tempo sozinho, em contato com a natureza, visualizando o futuro e trabalhando suas emoções, para realizar o que quiser na vida.

4.    Três ou quatro vezes por ano reveja seus objetivos, e a forma como eles ajudam na continuidade do seu ideal de vida.

5.    Conte suas histórias de sucesso: para quem você ama, para outras pessoas, para você mesmo.

6.    Viva o amor: de companheiro ou de amante, de pai ou filho(a), de colega ou amigo(a), de mestre(a) ou aluno(a), de terapeuta ou cliente, de você para você, incondicional ou espiritual.

7.    Abra os braços aos outros, endureça-se menos e suavize mais, entre no momento transcendente, experimente o divino, expresse seu ser em plenitude, aprenda a confiar na vida.

8.    Reserve parte do seu tempo para recuperar sua alma, tomar consciência do modo como você lida com os acontecimentos da vida.

9.    Descubra e use seus poderes para conseguir seus objetivos, de forma pacífica, calma, tranquila, persistindo até alcançar êxito.

10.  Seja voluntário(a) em alguma organização que trabalha pela solidariedade e cooperação.